domingo, 21 de março de 2010

O que engasga um namoro?


Ontem fui assistir a uma peça chamada “Xarope para curar a tosse”. Acabei escolhendo ela por ter um título bastante peculiar, bem diferente das demais. Mas a peça tomou um rumo bastante diferente do que eu esperava... Enfim, nela acabei relembrando de vários fatos, coisas, situações que “engasgam”, pois a tosse é um engasgo.

Deixando de pensar um pouco o que engasga a mim, acabei pensando o que engasga um namoro e qual é o xarope necessário para curar esse engasgamento, essa tosse.

Bem, atualmente, os namoros estão regados de coisas que fazem o namoro não dar certo, ou então, como no contexto da peça, engasga! Entre vários aspectos que poderia abordar, decidi escrever sobre o sexo no namoro.

Esse período, que deveria servir para aproximar os corações de dois apaixonados, acabou se distorcendo. No namoro, ambos têm a possibilidade de conhecer melhor um ao outro, onde podem partilhar os sonhos, descobrir as qualidades, os defeitos, do que a pessoa gosta, do que não gosta, e o mais importante: é na vivência do namoro que os dois decidem se desejam elevar o compromisso.

Mas isso não acontece. Está tudo invertido! Tudo de cabeça para baixo! O que deveria ser o ápice do amor conjugal, o qual deveria ocorrer somente após a instituição do sacramento do matrimônio acontece antes e, na maioria das vezes, traz consigo conseqüências nada legais.

O que acontece, é que as pessoas têm vulgarizado o sexo, que é divino. É através dele que podemos ter a honra e glória de continuar a missão que Ele nos delegou: “¹Deus abençoou Noé e seus filhos: ‘Sede fecundos, disse-lhe Ele, multiplicai-vos e enchei toda a terra’” (Gênesis – cap 9).

Além disso, a relação sexual torna o casal um só corpo e um só espírito. Não se deve entregar-se a qualquer pessoa. Lembrei de uma passagem, descrita em Êxodo, capítulo 3, no qual Moisés apascentava o rebanho, quando acabou conduzindo seu rebanho para além do deserto, chegando ao Horeb. Apareceu, então, um anjo numa chama, em meio a uma sarça. A sarça ardia, mas não se consumia. Moisés, querendo contemplar o maravilhoso espetáculo, resolveu se aproximar. O Senhor vendo a aproximação falou: “Não te aproximes daqui. Tira as sandálias dos teus pés, porque o lugar que te encontras é uma terra santa. (...)”.

Inspirando-nos nesse trecho, nós também (tanto as mulheres como os homens) devemos ter a consciência de que somos terras santas e não devemos deixar ninguém “sujar” esse solo que é SAGRADO.

Se a pessoa gosta de você verdadeiramente; caso ame e respeite você, com certeza, ele/a vai tirar as sandálias antes de entrar em sua vida. Então, o namoro tem tudo para ser bacana e, quem sabe nessa trilha, poderão sentir o desejo de caminhar ao lado da pessoa “pra sempre”: na alegria e na tristeza, na saúde e na doença!

Que Deus nos proteja e nos guarde!

4 comentários:

  1. Que Deus os abençõe irmãos.
    Sou o mais novo leitor assíduo do blog.
    Tamu junto...

    ResponderExcluir
  2. Ótima a sua postagem de estreia Michely!
    Realmente, um assunto muito pertinente, numa época em que as relações afetivas estão tão "liberais" (digo isso por falta de uma palavra melhor).

    Esperamos ansiosamente mais textos seus.
    =D

    ResponderExcluir
  3. Maravilha de texto!

    DEUS tem seus propósitos implicítos em todos lugares, e esse blog, é um deles.

    Fiquei muito feliz com sua primeira postagem, Michely, sinal de que vem muito mais por aí!

    Compartilho e apoio esse pensamento! Há quem diga que essa idéia de vida, esse princípio cristão está defasado, que não faz mais sentido. Eu, que o vivi, posso dizer com todas as letras, que o sucesso de um casamento tem muito a ver com essa fase de "descoberta pessoal" que é o namoro, e que fazer da maneira que a igreja aconselha é o melhor para o casal!

    Sejamos firmes!

    ResponderExcluir
  4. É verdade o quê você escreveu, lindo texto é complicado principalmente quando a gente tem um namoro errado e depois concertar mudar a maneira de pensar de viver!
    Parabéns pelo texto adorei o blog!

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário!
Deus te abençoe!